Arrependimento.

Uma das coisas sobre as quais mais se tenta ensinar, é sobre o arrependimento. Alguém aqui já se arrependeu de algo que disse, alguma vez na vida? Alguém aqui já tomou uma atitude que, momentos após, se tornou uma atitude que nunca teria sido tomada, se não fosse aquele maldito motivo? Pois é.
Eu tento, insistentemente não tomar atitudes pelo impulso, ou pelo menos, quando essas atitudes me passam pela cabeça, eu procuro dizê-las a alguém, para que, talvez, esse alguém possa me impedir. Mas há situações em que não se pode esperar, é preciso que se tome uma decisão, é necessário. Como quando numa estrada, se chega numa bifurcação.

Nesse exato momento, me encontro entre a cruz e a espada, não sei que atitude tomar quanto à esse assunto, os dois lados da balança se equivalem, considerando as coisas de forma geral, acaba ficando tudo muito igual, não havendo o fiel da balança. O fiel da balança até existe, mas acho que ele perdeu um pouco de peso, pro lado de lá. Eu poderia esperar pra ver o que vai acontecer, eu poderia fechar os olhos pra o que acontece, mas, parece que há alguém querendo me lembrar sempre que talvez, não seja bem eu, o grande protagonista da história.

Tenho opções. Alternativas a escolher sobre o que fazer. Já pensei e repensei sobre o assunto, pedi opinião a algumas pessoas, o que não ajudou muito, quero dizer, as opiniões foram todas muito bem divididas, enfim... o problema caiu no meu colo novamente.

Infelizmente, eu sei que há a possibilidade de arrependimento, mas, parece que eu estou numa bifurcação em Y.

Sonho.

Um dia de Sol na Califórnia, um dia de churrasco no quintal com a família, o deserto está longe, os carros, a cidade, tudo se move sem parar, o amor faz parte do ambiente de sua casa, e sua sogra não se encontra, só mulher e filhos. A rua está limpa, só há folhas no chão. Você então, subitamente, entra no carro e, sem satisfações, pega a rodovia e segue, deixando tudo aquilo pra trás. Todos sem saber o porquê, só você tem essa resposta dentro de você. Só você sabe o que você busca nesse momento. O vento, o Sol, tudo está perfeito, é um típico dia lindo.

Já voltando, o Sol já está se pondo, você pensa na família, em tudo de novo, e quando chega, há apenas um pedaço de carne, bem dura, na churrasqueira e não há ninguém em casa.
Você se senta, pega uma cerveja na geladeira, liga a tv e percebe que tudo isso é um sonho, e que você, na verdade, é brasileiro, mora no Rio de Janeiro, mas já ciente disso, você continua lá no seu sonho 'real', está passando um jogo de futebol americano, mas nem tudo é tão normal como era, momentos antes de você sentar-se no sofá. Você resolve então viver a sua vida americana, mas tendo noção de que é brasileiro, e de que tem seu gosto 'brasileiro' pela vida.

Olha no calendário, vê que hoje é terça, 'opa! eu jogava um futebol toda terça.'. Não joga mais, você tá nos Estados Unidos. E ao longo desse final de dia, você nota que não tem ninguém, a sua família não existe mais, você está sozinho na casa, de repente uma vontade de sair dali, tudo o que você quer é voltar a ser quem era, morar onde morava, mas você tá preso ali naquele sonho, o que resta é esperar tudo passar, você então, se senta no sofá novamente, e começa a pensar, quando alguns minutos depois, pega no sono.

Acorda, olha tudo em volta, ainda com tudo muito vivo na cabeça, e agradece por estar deitado na sua cama, e saber que está de volta ao seu lugar.
 

© Copyright O Céu. . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates