Melhor nem pensar no tempo.

Um minuto e já estamos no meio de 2009. Mais uma vez se confirma aquela velha máxima que dizem: "Esse ano voou!". E realmente, tá voando. A vida depois dos 18, passa como uma flecha. Daqui a pouco 30. E filhos. E mais responsabilidades. E constituir família. E vai. E vai. Mas eu ainda tô numa espécie de passagem de fase. De 'Hormônios à flor da pele' (16 - 20) pra 'Criando juízo' (21 - 30).

Talvez quem mais nos mostre o quanto o tempo passa rápido, sejam os filhos dos nossos conhecidos. São as crianças que nem sempre a gente vê. Encontramos no dia do aniversário, ou quando, esporadicamente, esbarramos com o pai ou a mãe pela rua. Aí você vê que a criança já não tem mais aqueles dentinhos de leite, não fala mais 'tlavisselo' e não usa mais fralda. Nunca deixando transparecer, pensa: "O que?! Olha o tamanho dessa criança! Que absurdo, tô velho, mano."

Ou então, você tá procurando aquele cd antiiiiigo do Pink Floyd no armário, e acha um álbum de fotos. Mas a sua atenção nas fotos, não fica voltada pra como você era quando tinha dez anos, e sim pro emaranhado de caracóis que povoava, desordenadamente, o cocuruto de sua querida e velha mãe, ou a calça boca-de-sino, xadrez com bolinhas em amarelo e roxo, do seu pai, que ele achava linda. Se pá, acha até hoje. - Melhor nem tocar no assunto. Ou seu tio que ainda tinha cabelo. Ou sua prima, hoje advogada, numa foto chupando o dedo aos 17 anos.

Pois é, é mais ou menos por aí que a gente vai vendo o quanto já se abriu a cratera na atmosfera, o tantão de tempo que a Hebe já tem de lucro de estar viva, ou melhor, de vida, o quanto você evoluiu e amadureceu, o que você aprendeu com as suas burradas e o quanto a vida vai ficando mais bonita com o passar do tempo. Apesar das perdas irreparáveis que o tempo faz com que sejam inevitáveis, apesar das rugas, cabelos brancos, apesar do peso que se ganha quase que por osmose, apesar das desilusões, das derrotas, das traições.

[...]

No fim das contas, é melhor nem pensar no tempo que já passou, e sim no tempo que nos resta pra viver. No que temos de concordar que somos bem mais sortudos que a Hebe.
 

© Copyright O Céu. . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates